14 de abr de 2011

ESPORTES


Não sei qual é o esporte popular agora em Uruguaiana (se é que existe algum), mas houve tempo em que a cidade vibrava com seus atletas no basquete, no vôlei, no remo, no ciclismo, no box, no tênis, no pólo... Ah! E ainda tinha o futebol onde se defrontavam Sá Viana, Uruguaiana, Ferro Carril, Sul-Brasil e o Universal. Passado já tanto tempo ainda lembro as cores de suas gloriosas camisetas. Sá Viana - verde, vermelho e branco; Uruguaiana - amarelo e preto; Ferro Carril - vermelho e branco; Sul-Brasil - verde e vermelho; Universal - azul e branco.  Com o passar dos anos parece que todas elas foram se esmaecendo levando ao desaparecimento de suas fanáticas torcidas.
Naquele tempo nossa cidade acho que todo o habitante daqui era um esportista em potencial ainda que a divulgação dos diversos eventos fossa feita, mais do que tudo, no boca-a-boca.  Tudo se fazia na base do: “-Domingo tem jogo no campo do Ferro”. “-Vai ter corrida no Prado das Bicicletas”. E assim a o povo ia tomando conhecimento das atividades dos nossos atletas. A divulgação mais comum eram o cartazes feitos em cartolina e exibidos nas vitrines das lojas (Com destaque para a Farmácia Molinari que era uma das grandes incentivadoras da turma do basquete e do vôlei.) O futebol, quando era época de campeonato local, anunciava seus jogos em grandes cartazes que eram encostados em postes ou árvores no centro da cidade, ou em boletins entregues pela gurizada nos locais de maior movimento. Eu, particularmente, gostava de participar dessa distribuição que sempre me rendia uns trocados para a matinê de domingo do Cine Theatro Carlos Gomes.
O pessoal do Box costumava treinar na sede da Sociedade Carnavalesca Laço do Amor e às vezes arrumavam alguma luta nos circos que frequentemente visitavam a cidade. Já a turma dos desportos aquáticos se reunia no Tamandaré e disputavam suas competições no Rio Uruguai, já que nessa época não havia nenhuma piscina na cidade. E quem dominava as águas era o Bocha.
A turma do esporte branco, pessoas de maior nível social, agitava as quadras do Tênis Club Rio Branco, perto da velha Usina Termo-elétrica, no começo da Duque de Caxias, lá beira do rio,
Os amantes da bocha e do bolão se reunião no Clube Caixeiral e na Sociedade Italiana. Quem levava a palma de esporte mais popular entre os habitantes do interior do município, em que pese sua proibição legal e a perseguição policial (continua ainda?) era a Tava, o popular jogo-do-osso. Os calaveras de maior representação social carpetavam no Club Comercial.
E nós, a piazada, perseguíamos pelotas de borracha, de meia, de tênis e até latas em qualquer espaço livre, e eram muitos, onde se pudesse armar um racha.
Bons tempos!...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer dar pitaco? É aqui. Obrigado por seu comentário.