26 de nov de 2010

ABRE O OLHO CALIFÓRNIA!

Com o tempo as memórias se apagam, mas uma das obrigações de quem se pretende cronista é persistir na luta para que isso não aconteça. Por isso retomo hoje a campanha para rememorar um acontecimento notável ocorrido num revellion, acho que o de 1959, em Uruguaiana. Numa das ultimas colunas de 2009 lancei um apelo que agora renovo:
‘Numa dessas passagens de ano, e não foi quando da guerra do Paraguai, na década de cinquenta, travou-se a maior batalha em plagas uruguaianenses. Esse acontecimento provocou uma conturbação geral na sociedade local – houve gente que nunca mais voltou à cidade tamanha a mácula causada em certas biografias. Aquele réveillon tornou-se inesquecível a quem dele participou.
Vou dar oportunidade aos meus conterrâneos mais antigos de que abram suas caixas de lembranças e nos rememorem os acontecimentos. Aqui vai uma pista: A festa foi no Comercial.
Este lançado o apelo. Mandem seus relatos para meu email ou... Ou então tentarei contar a minha versão, que talvez nem seja verídica. Peço somente que não se acanhem afinal a historia é feita assim, de nossas memórias... dos outros. Coragem!”
*********************
Sei que aos mais jovens parece caturrice essa tendência que nós, mais idosos, temos de na comparação ver mais beleza e virtudes nos tempos de antanho. Pode ser – e às vezes é – todavia existem coisas, além da saúde, que pioram com o passar dos anos. Atingem um pináculo e daí só decaem. A Califórnia da Canção Nativa parece ser uma delas.
Depois de explodir no cenário musical brasileiro como uma reação fulgurante ao esquecimento a que estava relegado o sul diante do abaianamento geral da musica brasileira, revelando uma geração de talentos -, músicos, compositores e interpretes – e propiciando o surgimento, dizem, de mais de cinquenta encontros, só no Rio Grande, dedicados exclusivamente à emoção de cantar os pagos, apequenou-se.
Hoje muito pouca gente pelo Brasil afora tem idéia do que venha a ser, ou tenha sido a Califórnia da Canção. As causas desse retrocesso, para mim que vivo longe do pago, são difíceis de identificar e mais ainda de julgar. Por vezes, quando vai chegando dezembro, recebo alguma noticia por intermédio de amigos e de alguma matéria jornalística. Lamentavelmente, o mais das vezes dão conta das dificuldades e dos empecilhos para realização do evento provenientes, quase sempre, de dissidências internas e ciumeiras adubadas por vaidades pessoais daqueles a quem caberia a responsabilidade de levar adiante os objetivos apontados ha mais de trinta anos por seus criadores.  
A mim parece que tudo isso é resultado de ter o movimento nativista se fechado em si mesmo ignorando a evolução do cenário musical brasileiro e se recusando a participar ativamente nele. É muito bonito, e eu também gosto de exaltar nossa terra dizendo: “Sou gaúcho e isso me basta!”.  É bonito... mas inócuo. Para ficar tão somente na musica precisaríamos aprender com a turma nordestina que, sem renegar suas origens, colocou seu som nos ouvidos do Brasil e do mundo sem que ninguém os acuse de renegar às suas raízes.
Hoje vivemos naquela que se diz ser a Aldeia Global, se algum chinês mexe seus pauzinhos lá na Mongólia, no mesmo instante temos conhecimento disso por aqui. E por ser assim o mundo da arte e do entretenimento se rege cada vez mais, ou tão somente, pelas leis do mercado: Vende que tem e compra quem não tem. Há mais de vinte anos passados, quando passei uma temporada nos Estados Unidos fui surpreendido com a notícia dos vários CTGs por lá existentes e não era impossível encontrar nas lojas de discos CDs e Lps de musica gaúcha. Hoje não sei se isso ainda acontece...
Se conselho não fosse grátis ninguém dava... Assim sendo, lá vai o meu:
ABRE O OLHO CALIFÓRNIA!
************************
EM TEMPO: Os leitores já me mandaram mais apelidos para a lista:

ÁGUIA.
AMARELO
BEIÇO
BOLACHA
BOLÃO
BOMBA,
BONECRO,DE,HOLINDA
BUIÚ
CABELINHO,(QUE,JOGOU,NO,FERRO)
CANHOTO.
CHEFE
CHIMBÉ
CHINÃO
CHOP
COLEGA
CUCHICHO
DE,LUTO
DECO,LOCO
DEDÉ,I
DEDO,DURO
DOCINHO,
ESCOVA,
FAUSTA
FAZENDEIRO
FEIO
GALINHEIRO
GALLETA
GAVETA
GIGANTE
GORRIÃO
JUCA
LAMBIDO
MARLON BRANDO
MARTITA
MINHOCÃO
MULHER,DE,CERA
PASSARINHO
PASTEL
PATO,CEGO
PATO,ROCO
PÉ,DE,CHUMBO,DA,BEIRA,DO,RIO
PERERECA
PIA
PIRILUCA
PISCA
PROF,BRUCUTU
PROFESSOR,NARIZ,DE,GANCHO
PUCHO
RASCUNHO
RASGA,DIABO;,
RASQUETA
REMO
REVERENDO,MOM
SAPATÃO,(FOI,COMANDANTE,FN)
SAPO
SARITA
SECRETÁRIO,DO,GARRINCHA
SINCERO
SOCÓ
TEQUINHA
TETA
TUFFI
VELUDO
XARICO
XIRÚCA
ZEZÉ
ZUCA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer dar pitaco? É aqui. Obrigado por seu comentário.